Dia da Arte #44

Azulejos da cidade,numa parede ou num banco,são ladrilhas da saudade vestida de azul e branco.~Ary dos Santos
(Tiles of the city, on a wall or bench, are pavings of nostalgia dressed in blue and white. (Ary dos Santos).

azulejos

Estação de S.Bento – Porto – Portugal

Com diferentes características entre si, este material tornou-se um elemento de construção divulgado em diferentes países, assumindo-se em Portugal como um importante suporte para a expressão artística nacional ao longo de mais de cinco séculos, onde o azulejo se transcende para algo mais do que um simples elemento decorativo de pouco valor intrínseco. Este material convencional é usado pelo seu baixo custo, pelas suas fortes possibilidades de qualificar esteticamente um edifício de modo prático. Mas nele se reflete, além da luz, o repertório do imaginário português, a sua preferência pela descrição realista, a sua atracção pelo intercâmbio cultural. De forte sentido cenográfico descritivo e monumental, o azulejo é considerado hoje como uma das produções mais originais da cultura portuguesa, onde se dá a conhecer, como num extenso livro ilustrado de grande riqueza cromática, não só a história, mas também a mentalidade e o gosto de cada época.

(With different characteristics, this material became a construction element released in different countries, assuming in Portugal as an important support to the national artistic expression for over five centuries, where the tile is transcended into something more than a simple decorative element of little intrinsic value. This conventional material is used for its low cost, its strong chances aesthetically qualify a building in a practical way. But it was, beyond the light, reflects the repertoire of the Portuguese imaginary, their preference for realistic description, its attraction for cultural interchange. Strong sense theatrically descriptive and monumental, the tile is considered today as one of the most original productions of Portuguese culture, which declares itself as a extensive illustrated book of great chromatic richness, not only the history but also the mentality and taste of each season.)

Anúncios

2 thoughts on “Dia da Arte #44

Gostamos de ouvir de você.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s